OBSERVATÓRIO REGIONAL

Legislação sobre liberdade de expressão na América Latina

268 LEIS

818 PROJETOS

toda a busca da pilha de padrões para o padrão avançado certamente é o desejo do rolex a melhor loja de réplicas de relógios rolex.

OBSERVATÓRIO REGIONAL

Legislação sobre liberdade de expressão na América Latina

268 LEIS

818 PROJETOS

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO

INFOGRAFIA DO PROJETO REGIONAL

COMPATIBILIDADE COM O QUADRO INTERAMERICANO
(Análise tripartida)

COMPATIBILIDADE COM O QUADRO INTERAMERICANO
(Análise tripartida)

Documento Regional

Há mais de uma década, vários congressos na América Latina vêm legislando e apresentando iniciativas que buscam regular direta ou indiretamente o espaço digital. Esses espaços são parte essencial da vida pessoal, política e cultural de milhões de pessoas.1 Além disso, são os espaços onde uma ampla gama de direitos humanos, como a liberdade de expressão, é exercida e usufruída. Nesse sentido, fica uma questão subjacente diante desse panorama não tão novo, como a regulação da Internet impacta as garantias da liberdade de expressão na América Latina? A partir do Centro de Estudos sobre Liberdade de Expressão e Acesso à Informação (CELE) da Universidade de Palermo, foi criado o Observatório Legislativo sobre Liberdade de Expressão na América Latina com o objetivo de monitorar os desenvolvimentos legislativos e o impacto da discussão sobre a liberdade de expressão expressão. circulação do discurso online e offline no nível regional.2
Este artigo descreve a metodologia utilizada e aponta os principais resultados, tendências e desafios legislativos em nove países da região: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guatemala, México, Paraguai e Peru. A partir de uma análise quantitativa e qualitativa das leis e projetos de lei, busca refletir sobre os temas recorrentes na agenda legislativa, a criminalização da expressão, a legalidade e proporcionalidade das medidas, as tendências de regulação no ecossistema digital e a liberdade de expressão durante o contexto de emergência
saúde, entre outros. Finalmente, são destacadas algumas conclusões compartilhadas sobre a regulação da liberdade de expressão na América Latina.

YOUTUBE