LIBERDADE DE EXPRESSÃO NO BRASIL

24 LEIS

47 PROJETOS

INFOGRÁFICOS

[id do visualizador = »2530 ″]
[id do visualizador = »2531 ″]
[id do visualizador = »2536 ″]
[id do visualizador = »2537 ″]

COMPATIBILIDADE COM O QUADRO INTERAMERICANO
(Análise tripartida)

[id do visualizador = »4914 ″]
[id do visualizador = »4913 ″]
[id do visualizador = »2530 ″] [id do visualizador =» 2531 ″]
[id do visualizador = »2536 ″] [id do visualizador =» 2537 ″]

COMPATIBILIDADE NO QUADRO INTERAMERICANO
(Análise tripartida)

[id do visualizador = »4914 ″] [id do visualizador =» 4913 ″]
Documento Regional

O desenvolvimento legislativo da liberdade de expressão na Argentina, nos últimos vinte anos, pode ser considerado positivo. Não obstante, existem várias reformas pendentes para continuar avançando na direção certa na agenda tradicional da liberdade de expressão e o impacto que a regulamentação da Internet pode ter sobre esse importante assunto é alto. Existem várias leis que foram adotadas a partir de 2005 com o objetivo de regular as atividades da Internet, muitas das quais afetam a circulação de conteúdo e expressão. Além disso, muitos dos projetos de lei pesquisados ​​nos últimos anos sugerem que, em muitos casos, a regulamentação da Internet está sendo desconectada da agenda da liberdade de expressão: projetos que impõem algum tipo de obrigação aos intermediários se multiplicaram. na Internet e o desejo criminalizador persiste em uma parte importante da sociedade argentina e de seus representantes. Este artigo alivia e destaca a atividade parlamentar em relação à liberdade de expressão e circulação do discurso, tanto online quanto offline. Conclui com uma série de recomendações para os diferentes atores envolvidos no debate, a fim de alcançar uma agenda renovada sobre esse assunto para o futuro e promover legislação que respeite o direito à liberdade de expressão.